terça-feira, 28 de janeiro de 2014

David Miranda, líder da Igreja Deus é Amor, afirma que fiéis que deixaram a denominação “vão morrer”

O missionário David Miranda, fundador da Igreja Pentecostal Deus é Amor, afirmou que os fiéis da denominação que deixaram de frequentá-la morrerão.

A fala, com tom de ameaça, aconteceu durante uma pregação do missionário, que alegou ter recebido o alerta do Espírito Santo.

“Eu quero falar, para aqueles irmãos e irmãs que eram da Igreja Deus é Amor, e aceitaram Jesus, o divino Espírito Santo está me revelando: vocês que foram para outra igreja, estão doentes, enfermos… Vocês vão morrer. Prepara para encontrar com a morte. Quem está dizendo é o Espírito Santo, porque você prometeu que nunca deixaria a Igreja Deus é Amor. A Bíblia diz que é melhor não prometer, do que prometermos e não cumprirmos”, disse o líder pentecostal.

A Deus é Amor é uma denominação com décadas de tradição pentecostal ultraconservadora, e conhecida por algumas determinações controversas em relação à higiene feminina e à vida sexual de casais que são membros da igreja. David Miranda também é conhecido por pregar que evangélicos não devam ter televisores em casa, por estes serem a “imagem da besta” mencionada no Apocalipse.

Há quase dois anos, David Miranda chamou a atenção dos evangélicos em geral por dizer que as redes sociais “são instrumentos do diabo e muitos crentes caíram no laço”.

“Muitos crentes estão escrevendo o diário de sua vida ali. Isso é de satanás, isso não é de Deus. O inferno se levantou contra você para te ganhar nesses aparelhos diabólicos”, disse o líder religioso à época.

Confira a fala do missionário David Miranda sobre a morte dos fiéis que abandonaram a Deus é Amor:



Fonte: Gospel+ / Blog Libertos do Opressor
http://libertosdoopressor.blogspot.com.br/2014/01/david-miranda-lider-da-igreja-deus-e.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário